Camerata Florianópolis e Felipe Coelho

Enviar para um amigo
Ter, 25 de Junho de 2019
Abertura: 19:30 • Início: 20:00
Teatro Ademir Rosa - CIC • Florianópolis, SC
Classificação:
Livre
Acesse com o
ingresso no celular
Até 10x no cartão de crédito

 Camerata Florianópolis e Felipe Coelho em Florianópolis/SC


A Temporada 2019 da Camerata Florianópolis traz ao palco do Teatro Ademir Rosa no CIC, com a regência do maestro Jeferson Della Rocca, um concerto com obras do violonista Felipe Coelho. O espetáculo conta com o patrocínio direto da WOA Empreendimentos Imobiliários e Shopping Iguatemi, e através da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Ministério da Cidadania) e Lei Municipal de Incentivo à Cultura (Prefeitura de Florianópolis), patrocínio da Intelbras, Engie e Supermercados Angeloni.


Sobre as Obras e seu Compositor Suíte Linguagens é uma obra para violão e orquestra de cordas que faz uso de diferentes linguagens musicais a cada movimento. A ideia surge do processo natural de criação do compositor Felipe Coelho que apresenta como uma de suas principais características o intercâmbio e fusão de linguagens em suas obras, consequente de sua curiosidade e múltipla bagagem musical e pessoal. Iniciou-se como guitarrista de rock influenciado por Joe Satriani, Vai e Malmsteen, recebendo com apenas 15 anos prêmio de solista destaque no Grissom High School Jazz Festival o que o levou a Chicago por duas semanas para participar do curso nacional de Jazz, tendo aulas com gigantes como David Baker e Jamey Aebersold pessoalmente (embora não soubesse ainda quem eram). Viveu nos EUA como bolsista integra até completar o bacharel e o mestrado em jazz, tendo neste período descoberto grande afinidade pelo jazz cigano de Django Reinhardt. Em paralelo, dedicou-se de forma autodidata ao estudou do flamenco, do choro brasileiro, e da música oriental. 


Hoje é considerado "a cara do novo violão brasileiro" (Revista Violão Mais) e "um dos mais importantes violonistas brasileiros da nova geração" (Revista Guitar PLayer Brasil) com 5 discos gravados representados internacionalmente pelo selo Hot Club Records, já participou de mais de 30 festivais de música e realizou 12 turnês de seus trabalhos autorais, tendo atuado em Nova Yorque, Chicago, Shanghai (China), Buenos Aires e as principais capitais brasileiras. Seu trabalho como compositor no universo erudito, sem abrir mão das linguagens populares, o levou a receber o Premio Funarte de Música, realizando mais de 50 shows pelo Brasil com o quarteto de cordas CataVento, posteriormente ingressando no meio orquestral. Foi convidado a apresentar-se como compositor e solista por diversas orquestras dentro em fora do Brasil com destaque para a orquestra Versatilis, liderada pelo quarteto de cordas de São Paulo, com a qual apresentou-se no Festival de Poços de Caldas MG (2016), e a KSU Stymphony Orchestra com a qual apresentou-se em Atlanta, EUA em 2015. A Suíte linguagens apresenta 7 movimentos 1. Araucária 2.

Choro-Baião  I. Dia (Prelúdio)  II. Madrugando 3. Rebentação 4. Mallorca   I. Soleá   II. Burlería 5. A Gruta 6. Mozartiana 7. Quarta Melodia Araucária traz linguagem sulista moderna com nuances jazzísticas nos âmbitos rítmico e harmônico.


Em compasso ternário, mostra o violão e orquestra trabalhando juntos em dobradura, com approach de forma tonal e simples, com foco na melodia. Ao mesmo tempo em que alude ao ritmo raiz do chamamé, também traz nuances da world music com influências de Pat Metheny e Avishai Cohen. Choro-Baião apresenta dois movimentos. “Dia”, como um curto prelúdio, acelerado, virtuosístico em tom maior, e "Madrugando" que traz um choro violonístico, técnico e sofisticado, porém mais lento e que se transforma em um baião, ambos em tons menores, fazendo referência à vida noturna. Rebentação leva luz à orquestra e ao lado compositor, menos violonístico do artista. Os papéis se invertem e o violão acompanha a orquestra que sola. Uma composição moderna, orgânica, com estilo e forma indefinidos, que faz referência ao mar, traz também o lado espiritual do compositor, fazendo leve referência à linguagem oriental, abandonando as noções ocidentais de contraponto e harmonia e utilizando técnicas de uníssono e quintas paralelas com intuito de referenciar a filosofia de que todos somos um. Mallorca. Música de linguagem flamenca, passa por dois movimentos com títulos de seus respectivos ritmos no universo flamenco, Soleá e Bulería. Temas de alto nível técnico violonístico e longos compassos de 12 tempos, utilizam a orquestra de forma sutil, visando apenas complementar e dar apoio ao discurso do solista. 


A Gruta explora mais uma vez uma concepção moderna, aberta e paisagística porém desta vez arrítmica e misteriosa. Convida o ouvinte a imaginar-se em um passeio por uma caverna, aludindo à beleza de seus ecos, ruídos, de sua vida, profundidade e temperatura. Mozartiana, assim como a Bachiana de Paulinho Nogueira, toma emprestado caminhos contrapontísticos comuns do período clássico, fazendo referência ao estilo de composição do grande Mozart, mostrando uma linguagem totalmente distinta às anteriores. Quarta Melodia é uma composição influenciada pela música indiana, tomando como base um rítmico acelerado de baião em um só centro tonal, assim como freqüentemente percebido na música indiana onde é claro o baião seria apenas uma semelhança em compasso binário. O motivo da música é a continuação da composição “Três Melodias”, esta sendo a última música do ultimo trabalho orquestral do compositor. Música que utiliza de conceitos como groove e improvisação, faz também uso de compassos compostos e exige alto nível de execução da orquestra que dobra em uníssono rápidas melodias indianas com o violão. 


Mapa

• Confira o mapa com a disposição dos setores: Clique Aqui.


Informações Importantes

Existe alguma restrição do local? Sim. Proibido acesso com alimentos e bebidas

Há estacionamento no local? Sim

O local do evento é coberto? Sim

Haverá alguma atração na abertura? Não

Existe venda de alimentos no local? Sim. Existe café vão central

Permitido o acesso com câmera fotográfica? Sim

O local possui acesso para deficientes? Sim

O local possui espaço para fumantes? Sim

Haverá complemento para meia-entrada? Sim

Formas de pagamento aceitos no local: Dinheiro, Cartão Débito e Cartão Crédito

 

Informações importantes
Observações
Classificação: Livre
Menores de 13 anos somente acompanhados dos pais ou responsável legal.
Forma de entrega
Ingresso Digital
Apresente seu ingresso na tela do celular ou impresso junto com seu documento de identidade na entrada do evento.

 

Local do evento
Teatro Ademir Rosa - CIC
Avenida Governador Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis/SC